O lado humano de Barack Hussein Obama.

A partir de hoje dia 11 de janeiro de 2017, Barack Hussein Obama deixa de ser oficialmente o presidente da nação mais poderosa do planeta terra (Estados Unidos da América).

A sua passagem pela casa Branca é indicada como das mais aplaudidas pelos americanos e não só, embora exista outra minoria de humanos pela terra, que descordam por completo desta opinião.

Ser presidente de qualquer país do mundo é das coisas mais formais que deve existir. Defender os interesses de uma pátria e preservar sobre tudo a segurança e estabilidade emocional do seu povo, é de certeza das coisas mais difíceis que existem, embora boa parte de nós nunca tenha experimentado tal estatuto ou posição.

19749286_seez2

Obama, na sua simplicidade e aparência “fácil” de lidar, conseguiu de certa forma quebrar algumas formalidades que a posição que ocupava lhe impediam de não cumprir, tudo por conta do senso de humanismo que possui e diga-se que se depender das várias provas que deu, é realmente um homem de trato fácil.

Ao contrário do que a muitos parece, para se ser presidente, é necessário estar disposto a cumprir com os interesses da nação. Mas muita das vezes, Obama, ultrapassou as formalidades e algumas obrigações para trazer ao de cima, o seu lado humano.

p020316ps-0787

A quando da sua primeira viagem pela África enquanto presidente, várias situações chamaram atenção dos que gritavam pelo seu nome nas ruas. Obama pedia por variadíssimas vezes para a caravana parar e poder ter contacto pessoal com os populares ao longo das estradas do Quénia.

Não que esta seja a maior demostração de humanismo na terra, mas que representa um ato de bastante coragem, isso sim representa! Por esta e por outras, só nos resta dizer, parabéns OBAMA, que venha Donald Trump e que trague mais demostrações de amor pelos humanos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *